NOTA OFICIAL

Na qualidade de advogados da empresa União do Litoral, vimos esclarecer o que segue:

Indiciar não quer dizer que a pessoa seja condenada.

O indiciamento no caso do acidente aqui discutido, se deu porque o delegado de polícia que cuida desse inquérito, entendeu haver indícios de suposta negligência na manutenção do coletivo acidentado, fato que foi contestado pela empresa e nos depoimentos colhidos nos autos do inquérito.

A empresa juntou documentos que comprovam que a manutenção do coletivo estava em ordem. Juntou ainda um parecer técnico, assinado por conhecido perito em acidentes de trânsito, que traz versão que amplia o resultado daquela apresentada pela perícia criminal e demonstra que não foi a suposta e alardeada falta de manutenção nos freios do coletivo, a causa do acidente. Foi, isso sim, uma fatalidade e a soma de diversos fatores, que conjugados, ensejaram aquela ocorrência.

A União do Litoral repudia de forma veemente, a atitude de certos profissionais, que por meio de alardes e pressões junto às autoridades, tentam ficar em evidência na mídia, buscando propaganda negativa injusta, contra uma empresa que há décadas serve a população estudantil de São Sebastião e região, sem que até a data do fatídico sinistro, tivesse registrado acidente com os passageiros que transporta.

A União do Litoral desde o acidente, vem mantendo uma linha de discrição e respeito às famílias das vítimas.

A empresa assinou um T.A.C. (Termo de Ajuste de Conduta), junto à Defensoria Pública e tem efetuado diversos acordos de forma sigilosa com diversas vítimas e beneficiários daqueles que perderam algum ente querido naquele infausto episódio.

A União do Litoral prestou desde o momento do acidente, toda a solidariedade e ajuda tanto financeira como de logística, aos familiares das vítimas e às vítimas de lesões corporais. Tudo isso está registrado nos inúmeros documentos que comprovam a assistência dada.

A empresa não se curva ante aos que se utilizam da dor da perda de seus entes queridos, para tirar proveito pessoal e midiático, ignorando a ética com que deve se portar diante de tão doloroso episódio.

Finalizando, a União do Litoral sempre de forma discreta e respeitosa, através de seu corpo jurídico, procurará atender à imprensa, para esclarecimentos que se fizerem necessários, confiando como sempre confiou na lisura e ética das empresas jornalísticas no trato de tão pesaroso evento.

A União do Litoral agradece a compreensão e reafirma sua política de portas abertas e total transparência, e se mantém à disposição.

Atenciosamente,
Dr Antonio F. Martinho
Assessoria Jurídica